quarta-feira, 20 de abril de 2011

Na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença




É por estas e por outras que eu desconfio de casamentos. Seja entre pessoas, seja entre estados-membros ou o que for. Supostamente, existe um compromisso formalmente celebrado e uma estratégia comum. Haja o que houver. Quando um cai em desgraça, supostamente, é apoiado pelo(s) outro(s). Porém, isto é tudo muito bonito quando há prosperidade, juventude e tudo corre bem. Quando chegam as espondiloses ou os resgates financeiros, aí é que se vê quem são as Finlândias desta vida.

1 comentário:

  1. Permite-me roubar-te isto, zozô. Vai ficar mesmo bem no meu blogue :P

    ResponderEliminar