sexta-feira, 4 de junho de 2010

1 para 1 milhão

Habituamo-nos desde cedo à concorrência, ao sete-cães-a-um-osso, ou ao mero acaso entre milhentas possibilidades.
É o jogo das probabilidades, que se estuda em Análise Estatística.
De entre milhões de espermatozóides, apenas um se funde com o óvulo. De entre centenas de candidatos, só um fica com o emprego. De entre milhares de apostadores, apenas a um sai o jackpot. De entre as muitas, muitas, pessoas que se cruzam connosco ao longo da vida, apenas uma nos conquista verdadeiramente.

5 comentários:

  1. Não que não soubesse já, mas fiquei deprimida.

    ResponderEliminar
  2. e aquela que nos conquista verdadeiramente às vezes vem de onde menos se espera.

    ResponderEliminar
  3. Ana,
    eu também fiquei. Mas depois passa.

    ResponderEliminar
  4. sim no amor como diz o Woody Allen Whatever works...:)

    ResponderEliminar